Cafonice: Vizinha fofoqueira

Há uns anos, fui a uma festa de aniversário diferente. A aniversariante estava fazendo 30 anos e queria comemorar de um jeito pouco convencional. Então, resolveu fazer uma festa cafona. Eu adorei, claro. Depois de pensar em várias combinações medonhas, descobri que uma amiga tinha o vestido certo para a ocasião: branco, usado na festa de 15 anos, há mais de 15 anos. Imagina o nipe. Mas como tudo ainda pode piorar, combinei o cinto dourado de cobra de mamãe (ela tentou me convencer que ele já foi lindo), com a carteira dourada e muitos colares igualmente douradinhos. A sandália era branca enfeitada por singelas florzinhas. Tudo combinandinho. Coisa para arrepiar os cabelos do Esquadrão da Moda.


Na hora marcada, Fernando e Carlos passaram aqui para me buscar. Os dois estavam de paletó com ombreiras e cabelinho grudado na cabeça. Distintos. O problema é que resolveram me esperar do lado de fora do carro e eu queria sair de casa sem ser vista pela vizinhança. Desci correndo as escadas sussurrando e gesticulando: “Entrem no carro! Entrem no carro!”. Antes de passar pelo portão, olhei para os dois lados me certificando que ninguém me veria daquele jeito. As luzes das casas estavam apagadas. Ufa. A festa foi ótima e me diverti muito.


Na 2ª feira, mamãe chegou em casa dando gargalhadas.


Ela: Quando você saiu no sábado, você viu alguém?

Eu: Não, graças a Deus.

Ela: Acabei de encontrar com Fulana na rua, aquela que mora aí na frente.

Eu: E aí?

Ela: E aí que ela falou assim.

Vizinha: Sua filha casou, né?

Mamãe: Não. Por quê?

Vizinha: Porque ela saiu toda de branco no sábado.

Mamãe: Ahhh, não. Ela foi numa festa.

Vizinha: Vestida de noiva? E eu ainda vi os 2 padrinhos esperando por ela.

Mamãe: Não, não. Eles estavam indo pra uma festa do cafona.

Vizinha: Festa do cafona? Mas eles estavam tão alinhados!


Não sei o que mais me surpreendeu: o fato de ser vista pela fofoqueira, ou ela ter achado que estávamos alinhados. Meda.

8 comentários:

D.Ramírez disse...

kkkk é bem assim.
Quando estamos bem vestidos nao parece ninguem, mas quando estamos torcendo pra que ninguem veja.....

Muito bom;)

Bsos

Leandro disse...

Eu me assustaria com o mero fato de ter vizinha.

Vavá disse...

Alinhados ??? núuu fazia tempo não ouvia esse palavra...rsss.
Não sobrou uma fotinho dessa trinca não?
Ia ficar postado por aqui!
Beijos e ótimo fim de semana.

Jou Jou Balangandã disse...

Rsss, adoro essas festas diferentes, onde temos a oportunidade de usar coisas nada convencionais e realmente soltar os bichos!
Concordo com o Vavá ... tem fotinha não?

Paula disse...

Humm, fico sem saber o que te responder. Só uma coisa, a Lilian, minha amiga, já ganhou um concurso, foi eleita a mais brega em uma festa...

Kakaya disse...

Huahuahuahua!Com certeza essa vizinha ai curtiu muitos cintos de cobra dourados na vida!rsrsr!

carlosholzarquiteto disse...

e detalhe eu (padrinho alinhado)....dancei a valsa dos trinta anos com a aniversariante!!!!!!!.....kkkkkkk....e olha que a gente tava muito brega......usei um blaser do meu tio de quando ele morou na alemanha (ele assistiu a copa de 74).....kkkkkkkk

carlosholzarquiteto disse...

o meu blog aparece no meu coment!!!!!!!!!!!!!!!!