Mudança de emprego

Ela tinha 7 anos novamente. E se sentia como a filhinha de um militar que estava para mudar de cidade. Pior. Mudar de país. Estava sentada em sua cama, com a malinha vazia ao lado e as lágrimas rolavam pelo rosto. Não sabia por onde começar. Desejava que tudo fosse um grande engano, um enorme mal entendido e que tudo continuasse onde deveria estar. Aquele era o seu mundo. Agora, teria que aprender outra língua, conviver com novos hábitos, desfazer novamente as malas, ter bons modos.



Levantou vagarosamente da cama, querendo adiar o inevitável. A cada gaveta aberta, dentro dos armários revirados, encontrava uma lembrança para deixar a despedida ainda mais dolorosa. Os amigos continuariam amigos e sabia que sempre poderia contar com eles, mas não seria a mesma coisa que estarem juntos diariamente no playground. Queria continuar trabalhando com eles, gargalhando com eles, ouvindo as músicas, conversando sobre os filmes, trocando confidências, brigando por causa do poker e do café da tarde. Falavam a mesma língua apenas com os olhos. Riam juntos. Destilavam venenos juntos. Sonhavam juntos. Há três anos, quando ela chegou à agência do amigo do peito, com uma tatuagem recente na nuca, estava pronta para tudo. Menos para ir embora.

15 comentários:

ataqueaereo disse...

Anna! Te desejo muita, mas muita sorte e muito sucesso. Talento você tem de sobra.

Bjos!

Ana disse...

Ahh mudança nunca é fácil, mas pense que é uma nova etapa, um novo caminho a ser trilhado. E que pode ser um caminho lindo!!
Boa sorte!!!!

Jou Jou Balangandã disse...

Amei o texto!!!! Acho que muito em breve vou te pedir licença pra fazer um plágio ...
Tudo de bom nessa nova fase!!! Mudanças não são fáceis, mas são sempre enriquecedoras!

Paula disse...

Muita sorte e muito sucesso nessa nova fase da vida! Nessa vida nova, Anna!

beijão

Kakaya disse...

Aaaaaah! Nunca imaginei aquela agência sem você também! Vai perder mt do brilho, mas tenho certeza que você vai brilhar em outro lugar!
Boa sorte e me conta!

Cláudia disse...

boa sorte!
beijo

Leandro disse...

Boa sorte e pé na tábua!
E não esquece da entrevista...

Edu SP disse...

Oi Ana !!

Gostei do blog e dos textos, se tiver um tempo visite o meu site/blog !!

Bjs, Ricardo Jansen
www.loucoporpes.blogger.com.br

Vavá disse...

As mudanças e os desequilíbrios é que nos fazem avançar.... boa nova vida !!!
Ahhh, e vai ser ótimo acompanhar a nova fase por aqui!
Abração

Jacque disse...

Lindo texto.
Mudar...mudar....
Acabei de mudar tambem...de rumo...de planos...abandonei projetos...e estava assim triste-ansiosa-com medo.
Mas já está no fim da semana...e sabe? To me divertindo na "vida nova"
Vá com coragem!
Mudar é bom :D

Bjo e sucesso!!

Renatinha disse...

E estas relações snao mais intensas quando trabalhamos com publicidade, né? Pois trabalhamos 12 hs por dia, esperamos o ócio passar para vir um novo job, criamos absurdos para nos manter ocupadas e trocamos confidências sem fim com isso que se torna nossa família. Passei por uma separação desta depois de 5 anos em uma agência que eu considerava minha casa, minha família, minha vida... Mas sabe? Depois tudo melhora e a família continua unida, mesmo 12 anos depois... beijos e sorte nesta noca fase
Re

Marcos Costa Melo disse...

Boa sorte nos novos projetos!

bjs

PJ disse...

Como dizia o super: para o alto e avante!! =) mudanças servem pra dar ainda mais gás em nossos projetos!!!

Voe alto amiga, vc merece!!!

bjão

PJ disse...

Como dizia o super: para o alto e avante!! =) mudanças servem pra dar ainda mais gás em nossos projetos!!!

Voe alto amiga, vc merece!!!

bjão

εïз Nick Pink εïз disse...

Ai, que dó!
Mudanças são sofridas mesmo, geralmente. Mas são necessárias, uma hora ou outra temos que aprender a lidar com elas...

Seguindo!

Abraços!

http://vivereler.blogspot.com/