Por que escrever?

Para ganhar meu salário no final do mês, para me divertir, para registrar, para dividir, para me libertar e, sobretudo, para me desvendar. Traduzir meus pensamentos, meus sentimentos, minhas alegrias, minhas melancolias. Escrevo para me olhar com afastamento, como se eu fosse outro alguém seguindo meus passos, acompanhando meus caminhos sem me perder por desvios, ou me precipitar por atalhos. Só que nem sempre a gente consegue se reconhecer nos olhos do outro. A pergunta é: qual delas eu realmente sou? A parte boa é que, dizem, quem está de fora enxerga melhor a situação. Então, que venham as minhas letrinhas, o meu divã.

3 comentários:

ataqueaereo disse...

escrever faz tão bem como comer.

continue com o blog! Aqui vc pode escrever oq quer.

;)

Leandro disse...

Escrevo porque dá vontade. Escrevo para mim.

Dedinhos Nervosos disse...

João,
Pois é, tinha perdido um pouco do prazer. E realmente, aqui ninguém manda ni mim! uhuuuuu

Leandro,
Sei disso pq vc me contou na entrevista :o)