Essa foto foi tirada depois do carnaval, mas como costumo citar as pessoas que participaram disso ou daquilo, acho legal apresentá-los e falar um pouquinho de cada um. É o mínimo que posso fazer depois de tantos dias felizes ao lado deles. Da esquerda para a direita:

Amigo Carlos: eu já conheço essa pessoa há anos, mas só agora passamos tanto tempo juntos. Ele foi um grande companheiro de viagem. Divertido, engraçado, companheiro e dono de uma língua ferina, ele esteve sempre ao meu lado na alegria e na tristeza. Carlos foi comigo até quando queria tomar o tal do caldinho de feijão (dentro de um copo de “prástico”) contendo azeitona, ovo de codorna e aquele camarão que é vendido na praia dentro daquelas bacias enormes carregadas nas cabeças dos nativos. Isso que é prova de amizade.

Cássio: conheci em Olinda, amigo da Karine. Acho que é a criatura mais falante que já conheci na minha vida. Encostou perto dele, pronto! Já pegou amizade. É ótimo de simpático, animado, piadista, galanteador e topa qualquer diversão. Ele foi o responsável por nos levar de lá para cá e daqui para lá quando alugamos o carro depois do carnaval. O homem parece que tem um GPS no corpo. Cássio, amei te conhecer.

Karine: É sempre complicado passar muitos dias ao lado de quem a gente nunca viu na vida, por isso, tratamos de nos adicionar no MSN e saber um pouquinho mais de cada uma. Conheci poucos dias antes de viajar, mas alguns amigos me falaram que ela era ótima! Foi uma grata aventura viajar com essa advogada, sempre tão prática e objetiva. Ela bem que me avisou do que se tratava o Galo da Madrugada, mas eu não dei ouvidos. Subimos e descemos ladeiras juntas, trocamos impressões e muitas gargalhadas. Ela já conhecia um bocado de gente do albergue e isso atraiu pessoas legais como a Clarissa, a carioca que foi pra lá sozinha.

Flávia: essa eu já conhecia meio que de vista, mas nunca tínhamos conversado de verdade. Nem no MSN chegamos a bater papo antes do carnaval. Mas já tinha sido avisada de que se tratava de uma pessoa engraçadérrima, com tiradas espirituosas e irreverentes. A Flávia é assim, perturbada, graças a Deus. Identificamos muitas afinidades, jeito de pensar e de lidar com acontecimentos. Isso sem falar que ela também saiu vestida de Mulher Maravilha no bloco “Enquanto isso, na sala de justiça”. Olhava para ela e não me sentia tão ridícula. Que bom.

5 comentários:

Anônimo disse...

adorei a minha descrição....heheheheh....sera que perdi o titulo de Antonio Bandeiras????????......mas.....amiga Clarissa (que ia com amiga Norma -desistente)....só foi pq eu ia.....hehehehehehe....ela disse que se eu nao fosse ela nao iria.....fui eu quem a atraiu.......heheheheheh

Anônimo disse...

este ai de cima sou eu.....
Amigo Carlos...
sempre esqueço

Karine disse...

Gente como Carlos não perde a pose né?... ai ai...
Enfim... só faço a observação que não fui de Mulher de Maravilha porque não tinha fantasia do meu TAMANHO!!!!! BUÁÁÁÁÁÁ!!!!!!!
Para mim, por mais que haja intriga da oposição, vcs estavam um luxo só!!!!

Anônimo disse...

amo muito tudo isso!!!
amiga flávia.

lualil disse...

beijos em Carlos, Karine e Flávia!!
... em ti tb sua ciumenta linda e loira!!!! ahahahahahaha