Psicologia infantil


Criança é uma delícia. Não sou de ficar apertando bochechas por aí, mas curto uma pessoinha esperta e bem educada. As pestinhas eu passo. E com um bom passa-fora.

Copa do Mundo de 94. Asfaltos pintados, pessoas alegres e eu tendo que estacionar meu carro a quilômetros da casa de uma amiga para não atrapalhar os desenhos que os nativos estavam fazendo nas ruas. Ao abrir a porta, me deparei com uma gangue mirim de 6 pestinhas. Deviam ter idades entre 7 e 9 anos. A menorzinha logo tomou a dianteira:
- Você não vai passar! Você não vai passar! – com as mãozinhas na cintura e a cabeça de lado.
Eu parei, surpresa com a singela abordagem.
- Éééé, a rua tá pintada! Você não vai passar! – a gordinha acrescentou.
Eu olhei pra Gelisa, do meu lado. Ela riu, sabendo da minha enorme paciência com tipinhos malcriados.

- Se você passar, ó (fechou uma mão e bateu com a outra em cima, fazendo o delicado gesto de tá f*) – falou novamente a menorzinha.
Meu queixo caiu. Não acreditava no que estava vendo pouco acima da minha linha da cintura. Os coleguinhas rolavam de rir. Como só gosto de criança mal educada com uma maçã na boca saída do forno, resolvi acabar com a farra.
- Sua mãe sabe que você faz isso na rua? – eu falei, tranqüilamente.
Como um milagre, as risadas acabaram. Ela abaixou a cabeça. Um dos garotos saiu de fininho.
- SABE, GAROTA? – falei alto e ela teve um sobressalto. Os outros estavam com os olhos arregalados.

Ela fez não com a cabeça, sem olhar pra mim, mirando os pés.
- Eu não falei nada! – desertou a gordinha, ao sair correndo.
- Pois eu vou à casa de vocês agora e eu vou contar pra cada mãe! Seus mal-educados! – falei, enquanto batia a porta do carro e avançava pra cima deles.
Os insuportaveizinhos saíram em disparada. Acho que eles estão correndo até agora. Pestes.

18 comentários:

isaBela araújo silvA disse...

amarradas no pé da mesa tbm ficam interessantes.

Srta. Rosa disse...

Oficialmente virei sua fã. Adorei! Hahaha!!! Vou aplicar a tática da próxima vez. :)

João da Silva disse...

Sob o prisma de um adulto: sou seu fã, também, desde agora, como disse a Srta. Rosa, e concordo com a Isabela A. Silva (minha parenta, pelo visto): amarradas ao pé da mesa devem ser ótimas.
Sob o prisma da criança insuportável que fui: que mêêêêeeeedaaaaaa! Rsss...
Beijinhos carinhosos do João!

Paula disse...

Humm, sou como você, não tenho paciência para crianças pestinhas e parece que quando elas chegam perto de mim, percebem isso e ficam com medo. Será que eu expresso de alguma forma a minha insatisfação? Hahahahahahaha

beijos

Lê... disse...

Oi Lindona!

Ah eu adoro as pestinhas!!rss
E tenho aflição de crianças no formato:mini adultos...
Mas mesmo pra ser pestinha há de ter limites,senão cai na má educação,e criança ou adulto mal educado é o fim...
Ri muito com o 'saindo do forno com maça na boca".rsrsss

beijo.

Pedro disse...

Que susto você me deu, Anna. Quando você perguntou a ela se sua mãe sabia e ela baixou a cabeça, achei que ela responderia:

- Minha mãe morreu.

E aí, o que você faria?

Texto muito bom de ler pra variar um pouquinho.

Bjo!

Loira e Morena disse...

hahaha....mto boa!!!
Gosto de crianças, maas da mais tranquilas, essas pestes nao tenho paciencia...rs
Ah criançada ta fogo hoje em dia né!!!

Beijocas da Loira

meus instantes e momentos disse...

gosto de vir aqui, apareça, saudades de vc em meu blog.
Tenha um belo final de domingo
Maurizio

Karlinha disse...

Hihihi!Ainda bem que as crianças que eu tenho convivido são óoootimas!
Comenta no meu pq estou carente!rs!

Re disse...

E o troféu bruxa do 71 vai para... Dez dedinhos...rs
beijos
Re

Plinio Uhl disse...

acho q tenho sangue doce pra crianças. não tenho o menor jeito, nem pra brigar, nem pra adular, mas elas sempre me escolhem...
bjuz

Gaby disse...

E depois dizem que eu é que não gosto de crianças... perto de você eu sou tão boazinha que me senti a própria vovozinha da chapeu vermelho depois dessa sua demonstração de maldade.. kkkkkkkkkkkkkk

Gaby disse...

E depois dizem que eu é que não gosto de crianças... perto de você eu sou tão boazinha que me senti a própria vovozinha da chapeu vermelho depois dessa sua demonstração de maldade.. kkkkkkkkkkkkkk

moni disse...

criancinhas gente boa sempre tem vez comigo.. agora pestes eu tenho pavorrr!!! beijos

Quase Trinta disse...

hahaha
Nota dez pra sua psicologia....

Marcio Sarge disse...

Eu adoro crianças assim, me ocupam a mente e a minha ruindade rs

Déa disse...

Eles correndo e eu morrendo de rir. Particularmente eu sempre digo que "crianças fritas? ADOOOOOOORO" (mas que isso se aplique somente as mal educadas.
beijos

Thais Zimerer disse...

Dizem que "filho é igual video game, a próxima fase é sempre mais difícil..." rs
Vim agradecer e retribuir sua visita, afinal BLOGUEIRO VISITA BLOGLUEIRO!
Abç1
P.S.: Arraial é mesmo um pedaço do céu!