Varejo hardcore

Os clientes acham que só o comercial extremamente agressivo de varejo aumenta o consumo. No meu caso, eu estou sendo consumida por ele! Até o último pingo de criatividade e dignidade!! Tô com medo da luz se apagar e nunca mais acender!!! Tô com medo de enfiar exclamações em tudo quanto é texto!!!!!!! Tô com medo de escrever “preços no chão” para vender um Mitsubishi que custa quase 200 mil reais. Tô com medo de colocar “é só amanhã” para divulgar uma peça de teatro que ainda nem estreou. Tô com medo de olhar para o céu à noite e ver splashes no lugar de estrelas. O negócio tá feio. E a tendência é só piorar.
Um briefing institucional pelo amor de Deus! Um briefing institucional por caridade!!!

12 comentários:

R. disse...

Concordo 100%

Mila Neri disse...

amiga, é um fardo, eu sei, mas poderia ser pior.... imagine se tivesse que escrever os diálogos frenéticos dos garotos propagandas das casas bahia?! ehheheh

Helena Cortez disse...

Se os clientes soubessem que varejo pode ser diferente... mas querem tudo casas bahia! Tristeza.

Boa sorte aí.

Karlinha disse...

Coitada!

Quase Trinta disse...

Realmente deve ser complicado..

*tossan disse...

São estes novatos que pensam que sabem tudo... na verdade eles ainda vão ser bons. Abraços

isaBela araújo silvA disse...

dedinhos,
vc tbm trabalha com propaganda, marketing, comunicação, cinema, institucional, ai, ui, socorro?

Re disse...

Ai, ai, ai...
Boa sorte... que esta fase passe logo...
beijos
Re

Gaby disse...

Não preciso nem comentar.... hehehe

Paula disse...

Humm, com essa crise, Dedinhos. Acho difícil um briefing institucional, a não ser aqueles que comunicam que a empresa não está quebrando (quando na verdade está)...

Olha, não achei a conchinha do Búzios, mas tô melhor que muito economista em relação ao futuro!

beijos

Plinio Uhl disse...

"ver splashes no lugar de estrelas" foi IMBATÍVEL (ops...)

bjuz

Pedro disse...

rsrsrsrs
Olha, quando tiver sobrando um por aqui, vou mandar pra você. Depois não reclama.
Bjo!